Golpistas abandonam Temer na beira da estrada

O primeiro escalão ministerial do usurpador Michel Temer foge da associação com o emedebista como o diabo foge da cruz; todos repelem a imagem do golpista, extremamente tóxica para quem nutre pretensões eleitorais; nas mídias sociais dos candidatos do MDB, o nome de Temer  é encontrado com dificuldade; o número não deixa dúvidas: dos 18 ex-ministros do emedebista candidatos nestas eleições, 4 citaram o ex-chefe e apenas 1 deles usou uma imagem do emedebista em vídeo de campanha; em nenhum dos casos o tom foi elogioso

Golpistas abandonam Temer na beira da estrada
Golpistas abandonam Temer na beira da estrada (Foto: REUTERS/Ueslei Marcelino)

247 - O primeiro escalão ministerial do usurpador Michel Temer foge da associação com o emedebista como o diabo foge da cruz. Todos repelem a imagem do golpista, extremamente tóxica para quem nutre pretensões eleitorais. Nas mídias sociais dos candidatos do MDB, o nome de Temer é encontrado com dificuldades. O número não deixa dúvidas: dos 18 ex-ministros do emedebista candidatos nestas eleições, 4 citaram o ex-chefe e apenas 1 deles usou uma imagem do emedebista em vídeo de campanha. Em nenhum dos casos o tom foi elogioso.

A reportagem do site G1 destaca que "o levantamento considerou todas as postagens dos 18 políticos feitas nas duas redes sociais entre 16 e 30 de agosto, período que compreende as duas primeiras semanas de campanha. Os 4 candidatos que mencionaram o presidente são: Henrique Meirelles (MDB), Marcelo Calero (PPS), Roberto Freire (PPS) e Romero Jucá (MDB). Além deles, Ricardo Barros (PP) inseriu, em um vídeo, uma imagem de Temer de costas durante uma reunião com vários políticos, incluindo o candidato."

A matéria ainda frisa: "para Márcia Dias, coordenadora do bacharelado em ciência política da Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (Unirio) e especialista em comportamento político, tentar descolar sua imagem de um governante mal visto pelo público é uma estratégia clássica dos candidatos. Em junho, pesquisa Ibope mostrou que a aprovação do presidente havia caído para 4%". 

 

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247