Governo bloqueia concursos públicos e adere à farra da contratação direta desenfreada

A agenda neoliberal do governo Bolsonaro segue a todo vapor, mesmo em meio à catástrofe sanitária do país. Sob a batuta de Paulo Guedes, o governo congelou concursos públicos e liberou a contratação de 20 mil temporários

(Brasília - DF, 10/06/2020) 13ª Reunião do Conselho do Programa de Parcerias de Investimentos (CPPI).
(Brasília - DF, 10/06/2020) 13ª Reunião do Conselho do Programa de Parcerias de Investimentos (CPPI). (Foto: Marcos Corrêa/PR)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O governo Bolsonaro bloqueou qualquer abertura de concursos públicos dentro da agenda destruidora de Paulo Guedes. Por outros lado, aderiu à farra das contratações temporárias desenfreadas: 20 mil. 

A reportagem do jornal Folha de S. Paulo destaca que “entre janeiro e junho, foi autorizada a contratação de quase 20 mil funcionários temporários para atuar em diversas áreas da administração pública. A expectativa do Ministério da Economia é que o número continuará subindo.”

A matéria ainda salienta que “a equipe de Guedes tenta evitar que o Congresso deixe caducar uma MP (medida provisória) que amplia a possibilidade de uso de temporários. O texto, que libera até contratações por tempo determinado de engenheiros e pesquisadores, perderá a validade se não for votado até o dia 29.”

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como:

• Cartão de crédito na plataforma Vindi: acesse este link

• Boleto ou transferência bancária: enviar email para [email protected]

• Seja membro no Youtube: acesse este link

• Transferência pelo Paypal: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Patreon: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Catarse: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Apoia-se: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Vakinha: acesse este link

Inscreva-se também na TV 247, siga-nos no Twitter, no Facebook e no Instagram. Conheça também nossa livraria, receba a nossa newsletter e ative o sininho vermelho para as notificações.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247