Governo Bolsonaro bate recorde na troca de comando do Exército

Ida do general Marco Antonio Freire Gomes para o comando marca a terceira troca no alto escalão da Força em quatro anos, algo que não se viu nem mesmo durante a ditadura militar

www.brasil247.com - general Marco Antonio Freire Gomes
general Marco Antonio Freire Gomes (Foto: Alan Santos/PR)


247 - A entrada do novo comandante do Exército, general Marco Antonio Freire Gomes, no lugar de Paulo Sérgio Nogueira, novo ministro da Defesa, marca a terceira troca no comando da Força em quatro anos de governo Jair Bolsonaro. O fato é considerado inédito, uma vez que nem mesmo durante a ditadura militar houveram tantas mudanças no alto escalão do Exército.  

“A última vez em que houve tanta instabilidade no cargo mais importante do Exército foi na gestão de João Goulart, deposto pelas Forças Armadas em 1964, quando a instituição era comandada pelo ministro da Guerra”, destaca a colunista Malu Gaspar, do jornal O Globo.  

Segundo ela, “a nova dança das cadeiras no comando do Exército faz parte de uma acomodação que fortalece o núcleo militar do governo. Paulo Sérgio deixará o cargo para assumir a Defesa no lugar de Walter Braga Netto, que deverá ser indicado como companheiro de chapa do presidente pelo PL".

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Ainda segundo a reportagem, um levantamento realizado pelo professor da Universidade de Brasília (UnB) e conselheiro do  Fórum Brasileiro de Segurança Pública, Arthur Trindade , revelam que as trocas no comando da Força nos últimos 3 anos supera os que foram realizados nas Polícias Militares do Distrito Federal e os estados de São Paulo, Minas Gerais e Paraná. Rio Grande do Sul e Santa Catarina. 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista: 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Quero ser membro. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Cortes 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email