Governo Bolsonaro é denunciado na ONU por desmonte de política ambiental

"O governo de Jair Bolsonaro vem promovendo um alarmante desmantelamento do sistema de proteção ambiental no Brasil, agindo com extrema negligência diante de tragédias ambientais", diz um trecho da denúncia apresentada por parlamentares do PSOL e encaminhada aos principais órgãos da ONU

247 - Em documento encaminhado à alta comissária da ONU para Direitos Humanos, Michelle Bachelet, e outros seis relatores representantes de outros órgãos da ONU, o governo brasileiro foi denunciado pelo dematamento e a falta de política ambientais.

A denúncia foi apresentanda pelo PSOL, assinada por parlamentares como Fernanda Melchionna e Marcelo Freixo, que pedem que a entidade envie ao país uma missão de relatores para avaliar o que chamam de "alarmante desmantelamento do sistema de proteção ambiental no Brasil". A informação é do colunista Jamil Chade, do UOL.

"O governo de Jair Bolsonaro vem promovendo um alarmante desmantelamento do sistema de proteção ambiental no Brasil, agindo com extrema negligência diante de tragédias ambientais como os incêndios na Floresta Amazônica e o enorme derramamento de petróleo que vem contaminando a costa brasileira desde agosto deste ano", diz um trecho da denúncia.

O documento reforça que mesmo diante de graves fatos, como o aumento do desmatamento na Amazônia brasileira que cresceu 29,5%, destruindo 9.762 quilômetros quadrados de floresta e o derramamento de petróleo na costa brasileira que já atingiu 740 praias do Brasil, o "presidente brasileiro e seu ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, reduziram drasticamente o orçamento para políticas ambientais, promoveram o relaxamento das inspeções e incentivaram a impunidade dos crimes ambientais".

"O governo federal também avançou na perseguição e censura aos órgãos ambientais, desmantelando mecanismos de participação, atacando organizações não-governamentais (ONGs) e não protegendo a vida dos defensores do meio ambiente. Além disso, as unidades de preservação são constantemente ameaçadas e novas licenças são emitidas para pesticidas que antes eram proibidos pela legislação brasileira, colocando em risco o meio ambiente e a vida de milhões de brasileiros e, de fato, da população mundial em geral", enfatiza.

Ao vivo na TV 247 Youtube 247