Governo Bolsonaro vai gastar R$ 4,5 milhões em jantares para militares

Jair Bolsonaro agradando os militares, que já ocupam os postos estratégicos em seu governo. Nesta sexta-feira, o governo federal lançou um edital de licitação em que prevê gastar mais de R$ 4,5 milhões em coquetéis, almoços e jantares promovidos por militares.

O poder militar no governo Bolsonaro.
O poder militar no governo Bolsonaro. (Foto: Fernando Frazão/Agencia Brasil)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Nesta sexta-feira (15), o governo federal lançou um edital de licitação em que prevê gastar mais de R$ 4,5 milhões em coquetéis, almoços e jantares promovidos por militares. O edital inclui inclui jantar à francesa, que tem preço de referência de R$ 190 por pessoa. Em ocasiões como esta, haverá opções como timbale de robalo com risoto de cítrico de camarões, postas de bacalhau assadas ou tornedor ao molho de vinho do Porto com purê de emmenthal (veja abaixo mais detalhes do menu).

A licitação também exige licores como o italiano Frangélio e o sul-africano Amarulla e bombons finos para o momento da despedida. Pensaram até na decoração. A compra prevê gastar, por exemplo, R$ 413 em cada um dos 76 arranjos de flores para ficar sobre aparador. Para decorar outros cantos do ambiente, foi escolhida a coroa de flores do campo com mais 30 rosas e complementos, ao preço de R$ 249 - serão arrematadas 52 delas.

As compras são "destinadas ao cerimonial militar e eventos protocolares de caráter institucional da Secretaria-Geral do Exército e órgão participantes", como informa o edital. As cerimônias não serão realizadas apenas no Ministério da Defesa. Outras unidades das Forças Armadas receberão os bufês, como Batalhão de Polícia do Exército, Escola Superior de Guerra, Colégio Militar de Brasília, Batalhão de Guarda presidencial, entre outros. São reuniões que chegam a reunir mais de 7 mil pessoas.

Os preços citados são os valores estimados pelo governo federal, que pode conseguir desconto e fechará pelo preço mais barato oferecido durante o leilão, informa o SBT News.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email