Governo do RN usará contêineres para abrigar detentos

O coordenador de Administração Penitenciária da Secretaria de Justiça e Cidadania, Zemilton Silva, informou que o governo do Rio Grande do Norte usará contêineres para abrigar os presidiários da Penitenciária Estadual de Alcaçuz, em Nísia Floresta, na região metropolitana de Natal; não há previsão de instalação dos equipamentos, mas eles ficarão na unidade até que ela seja desativada; são 1 mil novas vagas para o sistema prisional do estado em caráter emergencial; presídio foi palco de rebelião neste mês - 56 fugiriam, quatro foram recapturadas e 26 detentos morreram

O coordenador de Administração Penitenciária da Secretaria de Justiça e Cidadania, Zemilton Silva, informou que o governo do Rio Grande do Norte usará contêineres para abrigar os presidiários da Penitenciária Estadual de Alcaçuz, em Nísia Floresta, na região metropolitana de Natal; não há previsão de instalação dos equipamentos, mas eles ficarão na unidade até que ela seja desativada; são 1 mil novas vagas para o sistema prisional do estado em caráter emergencial; presídio foi palco de rebelião neste mês - 56 fugiriam, quatro foram recapturadas e 26 detentos morreram
O coordenador de Administração Penitenciária da Secretaria de Justiça e Cidadania, Zemilton Silva, informou que o governo do Rio Grande do Norte usará contêineres para abrigar os presidiários da Penitenciária Estadual de Alcaçuz, em Nísia Floresta, na região metropolitana de Natal; não há previsão de instalação dos equipamentos, mas eles ficarão na unidade até que ela seja desativada; são 1 mil novas vagas para o sistema prisional do estado em caráter emergencial; presídio foi palco de rebelião neste mês - 56 fugiriam, quatro foram recapturadas e 26 detentos morreram (Foto: Leonardo Lucena)

247 - O coordenador de Administração Penitenciária da Secretaria de Justiça e Cidadania, Zemilton Silva, informou que o governo do Rio Grande do Norte usará contêineres para abrigar os presidiários da Penitenciária Estadual de Alcaçuz, em Nísia Floresta, na região metropolitana de Natal. Os equipamentos ficarão na unidade até que ela seja desativada. São 1 mil novas vagas para o sistema prisional do estado em caráter emergencial. Cada um dos contêineres terá vagas para 20 detentos.

Segundo o dirigente, ainda não há data definida para a chegada dos contêineres. Ele afirmou, no entanto, que o processo para a contratação está em fase avançada.

Após rebelião neste mês, a Secretaria de Justiça e Cidadania do Rio Grande do Norte (Sejuc) informou que pelo menos 56 presos fugiram, quatro deles já foram recapturados, e 26 morreram.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247