Governo Lula autoriza retomada de obras paralisadas em mais seis estados

“Esta é a determinação do presidente Lula, a retomada do pacto federativo", disse o ministro das Cidades, Jader Filho

Presidente Lula e obras de infraestrutura
Presidente Lula e obras de infraestrutura (Foto: ABR | Ricardo Stuckert)


✅ Receba as notícias do Brasil 247 e da TV 247 no canal do Brasil 247 e na comunidade 247 no WhatsApp.

247 - O governo do presidente Luiz Inácio Lula da Silva autorizou na quarta-feira (4) mais uma rodada de retomadas de obras que estavam paralisadas em seis estados e foram incluídas no Novo PAC. Foram contemplados Santa Catarina, Rio Grande do Sul, Rio de Janeiro, Minas Gerais, São Paulo e Mato Grosso. As obras abrangem diversas áreas, incluindo saneamento e abastecimento de água, contenção de encostas e infraestrutura urbana, visando melhorar a qualidade de vida das comunidades.

De acordo com informações do Ministério das Cidades, as obras receberão investimentos significativos, totalizando mais de R$ 563,5 milhões, com a expectativa de gerar aproximadamente 12,2 mil empregos e beneficiar em torno de 70 mil famílias. 

continua após o anúncio

O ministro das Cidades, Jader Filho, oficializou a retomada das obras em reuniões realizadas, nesta quarta-feira (4), em Brasília, onde recebeu parlamentares e autoridades dos estados e municípios envolvidos. 

“Esta é a determinação do presidente Lula, a retomada do pacto federativo, de modo que possamos ajudar governadores e prefeitos a levar desenvolvimento para as cidades", declarou o ministro. “Ouvi do próprio presidente Lula a orientação de que o seu governo deve caminhar junto com os prefeitos, porque o que estamos fazendo aqui: levar aos municípios as políticas públicas que são a retomada de programas como Minha Casa Minha Vida, e das obras do PAC, para garantir qualidade de vida e dignidade a todos os cidadãos”, acrescentou. 

continua após o anúncio

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

continua após o anúncio

Ao vivo na TV 247

Cortes 247