Governo põe sob sigilo 39% dos gastos com cartão corporativo

Os cartões corporativos do governo foram responsáveis pelos gastos de R$ 19,1 milhões, sendo que 39% desse montante foram colocados sob sigilo; dona da maior parcela dos gastos em segredo, a Polícia Federal somou as despesas sigilosas de R$ 3,37 milhões; a Secretaria da Administração da Presidência da República, diretamente ligada aos gastos pessoais de Temer, também não informou como gastou R$ 2,2 milhões

michel temer
michel temer (Foto: Gustavo Conde)

247 – Os cartões corporativos do governo foram responsáveis pelos gastos de R$ 19,1 milhões, sendo que 39% desse montante foram colocados sob sigilo. Dona da maior parcela dos gastos em segredo, a Polícia Federal somou as despesas sigilosas de R$ 3,37 milhões. A Secretaria da Administração da Presidência da República, diretamente ligada aos gastos pessoais de Temer, também não informou como gastou R$ 2,2 milhões.

“O governo Temer pagou R$ 19,1 milhões usando os cartões corporativos nos primeiros quarto meses do ano. Desse total, 39% foram colocados sob sigilo, quase R$ 7,5 milhões.

(...)

Assim como a Abin, que mantém sob sigilo gastos de R$ 1,8 milhão.”

Leia mais aqui.

Conheça a TV 247

Mais de Brasil

Ao vivo na TV 247 Youtube 247