Greve geral começa forte e paralisa o País nesta sexta

O País amanheceu parcialmente paralisado nesta sexta-feira na Greve Geral convocada pelas centrais sindicais; em doze Estados mais o DF, não há transporte público; em São Paulo, metalúrgicos, químicos, petroleiros, urbanitários, professores, bancários e servidores públicos estão apresentando altos índices de adesão - o sindicato dos rodoviários (ônibus) recuou da adesão à greve e os ônibus circulam na cidade

Greve geral começa forte e paralisa o País nesta sexta
Greve geral começa forte e paralisa o País nesta sexta

247 - O País amanheceu parcialmente paralisado nesta sexta-feira para dizer não à reforma da Previdência (14), com alta adesão à Greve Geral. Em doze Estados mais o DF, não há transporte público. Em São Paulo, várias ruas, metrôs, fábricas e empresas estão paralisadas; metalúrgicos, químicos, petroleiros, urbanitários, professores, bancários e servidores públicos estão apresentando altos índices de adesão em São Paulo. O MST, em conjunto com o MTST, bloqueia diversas rodovias no País. A mobilização faz parte da Greve Geral convocada pelas centrais sindicais, com o apoio de organizações sociais e estudantis, da Frente Brasil Popular e da Frente Povo Sem Medo. 

O sindicatos dos rodoviários (ônibus) de São Paulo e Rio de Janeiro, que haviam se comprometido com a greve, voltaram atrás, e os ônibus circulam nas duas cidades.

Além do direito à Previdência, os grevistas reivindicam do governo federal o fim dos cortes na educação pública, o respeito à soberania nacional e medidas efetivas para geração de empregos. 

Conforme noticiou o site Brasil de Fato, A lista de trabalhadores mobilizados é extensa: bancários, professores, metalúrgicos, trabalhadores da educação, estudantes e docentes de universidades federais e estaduais, trabalhadores da saúde, de água e esgoto, dos Correios, da Justiça Federal, químicos e rurais, portuários, agricultores familiares, motoristas, cobradores, caminhoneiros, eletricitários, urbanitários, vigilantes, servidores públicos estaduais e federais, petroleiros, enfermeiros, metroviários, motoristas de ônibus, previdenciários e moradores de ocupações por todo o Brasil.

Acompanhe as principais mobilizações no País: 

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247