Grupo sem-teto deixa prédio invadido no centro de SP

As famlias que ocupavam o prdio na altura do nmero 613 da Avenida So Joo, no centro de So Paulo, deixaram o local aps a Justia decidir pela reintegrao de posse

Grupo sem-teto deixa prédio invadido no centro de SP
Grupo sem-teto deixa prédio invadido no centro de SP (Foto: Filipe Araújo/ Agência Estado)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

As famílias sem-teto que ocupavam o prédio na altura do número 613 da Avenida São João, no centro de São Paulo, deixaram o local na tarde de hoje. O grupo invadiu o prédio na última na madrugada de segunda-feira, 7. Eles desocuparam o edifício onde funcionou o Cineasta Hotel após a Justiça decidir pela reintegração de posse. A Tropa de Choque e guardas civis participaram da ação.

O prédio fechado há cerca de uma década foi desapropriado neste ano pela Prefeitura para virar residência para artistas aposentados. Os 96 apartamentos continuam mobiliados. Um segurança fazia a vigilância do imóvel. Segundo a Frente de Luta da Moradia (FLM), haverá reunião às 10 horas de amanhã com o secretário municipal de habitação, Ricardo Pereira Leite, para discutir propostas de solução habitacional.

Outros nove prédios abandonados foram ocupados na madrugada do dia 7 por mais de 3 mil integrantes de 13 movimentos de sem-teto. Entre as reivindicações dos manifestantes estão a entrega de habitações do Programa Renova Centro, e o início de obras da Companhia de Desenvolvimento Habitacional e Urbano (CDHU) que, segundo os movimentos, estariam paradas em diversas regiões da capital.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email