Grupos bolsonaristas no WhatsApp vibraram com xingos e palavrões de Bolsonaro na reunião ministerial

"Eu era 100% Bolsonaro, mas depois do vídeo dessa reunião, sou 500% Bolsonaro", diz um dos memes que circulou nos grupos de aplicativo de mensagem bolsonarista

Presidente Jair Bolsonaro no Palácio da Alvorada 22/05/2020
Presidente Jair Bolsonaro no Palácio da Alvorada 22/05/2020 (Foto: REUTERS/Adriano Machado)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Os grupos bolsonaristas ficaram entusiasmados com a postura de Jair Bolsonaro durante a reunião ministerial revelada pelo Supremo Tribunal Federal (STF). De acordo com reportagem do BBC, apoiadores mais radicais e da base mais fiel de Bolsonaro celebravam em grupos de WhatsApp as frases e os palavrões ditos por ele no encontro com os ministros.

"Eu era 100% Bolsonaro, mas depois do vídeo dessa reunião, sou 500% Bolsonaro" e "Bolsonaro não foi eleito por se comportar como um lorde, ele foi eleito para meter o pé na porta mesmo e acabar com essa bagunça", diziam alguns memes propagados nos grupos.

Em quase duas horas de reunião, Bolsonaro não falou sobre o enfrentamento da pandemia, mas xingou governadores, usou termos chulos e falou em armar a população com objetivos políticos.

A BBC News Brasil consultou três pesquisadores que monitoram grupos no WhatsApp para checar a reação dos apoiadores de Bolsonaro na rede.

Mas os grupos bolsonaristas apoiaram o dicurso de Bolsonaro, segundo Fabrício Benevenuto, professor de Ciência da Computação da UFMG que coordena o projeto de monitoramento dos grupos no WhatsApp. "Houve memes relacionados ao armamento da população, vídeos com deboche e mensagens de muito orgulho", observa.

Outro professor, Viktor Chagas, da UFF e pesquisador associado do Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia em democracia digital, disse que "houve uma reação efusiva" por parte dos apoiadores de Bolsonaro.

"Usuários compartilharam conteúdos que exaltavam a fala de Bolsonaro na reunião, inclusive trechos do pronunciamento. Compartilharam imagens de apoio, muitas reproduções de imagens de tuítes de deputados conservadores que apoiam Bolsonaro e vídeos em primeira pessoa, daquele estilo bem peculiar bolsonarista, de sujeito revoltado", diz ele.

Confira a reportagem completa no site da BBC Brasil.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247