Guajajara: Bolsonaro coloca a vida de índios nas mãos dos que “querem a nossa extinção”

Candidata a vice-presidente pelo PSol na eleição deste ano, Sonia Guajajara também afirma que a consequência do esvaziamento da Funai "é não cumprir com a Constituição de 1988 que manda o Estado demarcar e proteger as áreas tradicionalmente ocupadas e necessárias à sobrevivência física e cultural dos povos indígenas"

Guajajara: Bolsonaro coloca a vida de índios nas mãos dos que “querem a nossa extinção”
Guajajara: Bolsonaro coloca a vida de índios nas mãos dos que “querem a nossa extinção” (Foto: Editora 247)

247 - Candidata a vice-presidente pelo PSol, na chapa com Guilherme Boulos (PSol), Sonia Guajajara afirma que a consequência do esvaziamento da Fundação Nacional do Índio (Funai) "é não cumprir com a Constituição de 1988 que manda o Estado demarcar e proteger as áreas tradicionalmente ocupadas e necessárias à sobrevivência física e cultural dos povos indígenas". "Ou seja, é entregar o papel do Estado de proteger nossas vidas, nossas terras e nossos direitos às mãos daqueles que se colocam publicamente a favor de nossa extinção", disse ela à Revista Forum.

"Resistiremos. E se junto com os povos quilombolas fomos os primeiros a serem atacados com medidas desse novo governo, seremos também os primeiros a puxar o movimento de resistência. Convocaremos a sociedade para se posicionar contra o racismo e o etnocídio. Como dizíamos em nossa campanha, eleição não é cheque em branco e a sociedade brasileira está do nosso lado. Vamos agora lançar a campanha Sangue indígena nenhuma gota a mais com a #janeirovermelho", afirmou.

Leia a íntegra do texto

Conheça a TV 247

Mais de Brasil

Ao vivo na TV 247 Youtube 247