Guedes ataca 'jabutis' na sua proposta para Previdência

A tramitação da reforma da Previdência atravessa caminho acidentado, com o governo sofrendo derrotas na Comissão de Constituição e Justiça da Câmara dos Deputados e a existência de contradições entre diversas áreas do governo. O ministro da Economia, Paulo Guedes, admitiu nesta terça-feira (17) que há "jabutis" na PEC da reforma da Previdência. Ele se defende afirmando que preparou um texto exclusivamente técnico, mas há coisas que foram acrescentadas por políticos do PS

Guedes ataca 'jabutis' na sua proposta para Previdência
Guedes ataca 'jabutis' na sua proposta para Previdência (Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil)

247 - A tramitação da reforma da Previdência atravessa caminho acidentado, com o governo sofrendo derrotas na Comissão de Constituição e Justiça da Câmara dos Deputados e a existência de contradições entre diversas áreas do governo. O ministro da Economia, Paulo Guedes, admitiu nesta terça-feira (17) que há "jabutis" na PEC da reforma da Previdência. Ele se defende afirmando que preparou um texto exclusivamente técnico, mas há coisas que foram acrescentadas por políticos do PSL.

As declarações foram feitas em entrevista ao programa de TV Central GloboNews na noite desta quarta-feira. Guedes referiu-se como um "jabuti" à revogação da "PEC da bengala" (aposentadoria compulsória de servidores aos 75 anos), incluído no texto da PEC da aposentadoria.

A revogação da PEC da Bengala daria a Bolsonaro a oportunidade de indicar mais nomes ao Supremo Tribunal Federal, um tema que nada tem a ver com a reforma da Previdência e a questão fiscal.

Sobre a desidratação da PEC e a consequente queda na economia que ela representaria, Guedes afirmou que o "mercado está errado" e defendeu que sua conta está certa quanto à economia que poderá ser feita se a reforma for aprovada: "Conta cada um faz a sua. Vamos economizar mais de R$ 1 trilhão", disse.

Leia reportagem na Folha de S.Paulo

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247