Gurgel: mensalão foi maior e mais atrevido esquema de corrupção da história

Procurador-geral fez última manifestação ao STF antes do julgamento; memorial pede que julgamento sirva de “paradigma histórico” 

Gurgel: mensalão foi maior e mais atrevido esquema de corrupção da história
Gurgel: mensalão foi maior e mais atrevido esquema de corrupção da história (Foto: Elza Fiúza/Agência Brasil)

247 – O procurador-geral da República, Roberto Gurgel, entregou um último documento aos 11 ministros que julgarão o processo do mensalão, a partir de 2 de agosto. No texto, ele define o mensalão como “o mais atrevido e escandaloso esquema de corrupção e desvio de dinheiro público flagrado no Brasil”.

Gurgel defende a procedência da acusação e faz ainda um apelo aos ministros, ao dizer que "a atuação do Supremo Tribunal Federal servirá de exemplo, verdadeiro paradigma histórico, para todo o Poder Judiciário brasileiro e, principalmente, para toda a sociedade, a fim de que os atos de corrupção, mazela desgraçada e insistentemente epidêmica no Brasil, sejam tratados com rigor necessário".

Embora demonstre rigor em relação ao mensalão, Gurgel foi muito questionado, nos últimos meses, por ter engavetado a investigação contra a quadrilha de Carlos Cachoeira e do ex-senador Demóstenes Torres. Por isso mesmo, o senador Fernando Collor (PTB-AL), pretende responsabilizá-lo, no Congresso, pelo crime de prevaricação.

 

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247