Gustavo Montezano é escolhido para assumir o BNDES com a tarefa de privatizar tudo

O novo presidente do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) é Gustavo Montezano; ele ocupa o cargo após a saída humilhante de Joaquim Levy, neste domingo; além de acelerar as privatizações, a tarefa do novo presidente é achar algo que possa incriminar o PT nos investimentos enviados para obras de infraestrutura em Cuba e na Venezuela

Gustavo Montezano é escolhido para assumir o BNDES com a tarefa de privatizar tudo
Gustavo Montezano é escolhido para assumir o BNDES com a tarefa de privatizar tudo

247 - Após a saída humilhante de Joaquim Levy, o anunciado como novo presidente do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) é Gustavo Montezano. Segundo o G1, sua tarefa na presidência é acelerar as privatizações.

Já o presidente Jair Bolsonaro quer que o novo presidente do banco identifique onde foi investido o dinheiro enviado a obras de infraestrutura em Cuba e na Venezuela.

Montezano era secretário especial adjunto de Desestatização do governo e foi sócio do Banco BTG. De acordo com o colunista Lauro Jardim, Montezano teve o apoio do senador Flávio Bolosnaro (PL-RJ) e dp vereador Carlos Bolsonaro, ambos filhos do presidente Jair Bolsonaro. O jornalista disse que Carlos conhece Montezano há mais de 20 anos. Ele é filho de Roberto Montezano, que trabalhou com o Paulo Guedes anos atrás no Ibmec.

O ministro da Economia, Paulo Guedes, quer acelerar o programa de privatizações que, segundo ele, estavam em "ritmo lento". Guedes quer divulgar o roteiro das privatizações, assim que for aprovada a reforma da Previdência. Ele diz que a estraga das estatais brasileira para o mercado deve gerar US$ 20 bilhões.

Conheça a TV 247

Mais de Brasil

Ao vivo na TV 247 Youtube 247