Há um ano sem partido, Bolsonaro é um 'desabrigado político', diz Bernardo Mello Franco

“Depois de receber 57 milhões de votos, o presidente é incapaz de coletar 492 mil assinaturas para registrar o Aliança pelo Brasil", diz o jornalista Bernardo Mello Franco. "Virou um desabrigado político com gabinete no Planalto”, afirma

Bernardo Mello Franco e Jair Bolsonaro
Bernardo Mello Franco e Jair Bolsonaro (Foto: Reprodução | Alan Santos/PR)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O jornalista Bernardo Mello Franco destaca que na semana passada Jair Bolsonaro “completou um ano sem estar filiado a nenhum partido. Virou um desabrigado político com gabinete no Planalto” e que a “tentativa de criar um partido do zero tem sido um fiasco”. 

“Depois de receber 57 milhões de votos, o presidente é incapaz de coletar 492 mil assinaturas para registrar o Aliança pelo Brasil. Até aqui, ele só conseguiu validar 42 mil adesões. Isso equivale a 8% do total exigido por lei”, ressalta Mello Fraco em sua coluna no jornal O Globo.

 

“Na segunda-feira, Bolsonaro admitiu a hipótese de desistir do Aliança e buscar uma “nova opção”. Isso significaria voltar ao PSL ou migrar para alguma legenda do centrão. Não será uma tarefa fácil. O capitão exige mandar em tudo, da lista de candidatos à distribuição do dinheiro público”, avalia.

“Depois de ser driblado no PSL de Bivar, o capitão deve pensar duas vezes antes de se filiar a partidos de profissionais, como o PTB de Roberto Jefferson ou o PP de Ciro Nogueira. Outra alternativa seria o nanico Patriotas. A legenda já tem histórico com aventureiros: em 2018, lançou Cabo Daciolo ao Planalto”, finaliza.

 

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247