Hacker mentiu sobre invadir celular de Lula: ele nunca teve smartphone

Em depoimento, Wlater Delgatti disse que acessou "também acessou o conteúdo do Telegram do ex-presidente Lula; mas a versão do suspeito esbarra em um fato: Lula nunca teve um smartphone; a afirmação foi dada pela assessoria de imprensa do ex-presidente ao DCM

(Foto: Felipe L. Gonçalves/Brasil247)

DCM - A Globonews obteve antes de todo o resto da imprensa o depoimento à Polícia Federal de Walter Delgatti Neto, suspeito de hackear contas de celular de altas autoridades da República. Por meio da emissora, ficou-se sabendo que o suspeito afirmou, entre outras coisas, que invadiu o celular do ex-presidente Lula e teve acesso à sua lista de contatos.

A versão do suspeito esbarra em um fato. “Lula nunca teve um smartphone”, respondeu ao DCM a assessoria de imprensa do ex-presidente, confirmando um fato notório, de conhecimento de jornalistas e políticos de Brasília e do Brasil.

O suspeito teria dito outras coisas também, como, por exemplo, que forneceu os conteúdos que teria obtido em suas invasões para o jornalista Glenn Greenwald. O jornalista, por sua vez, forneceu à revista Veja as conversas com quem afirma ser sua verdadeira fonte.

Ele disse também que procurou Glenn Greenwald por saber de seu histórico de divulgação de informações do Wikileaks e que teve acesso ao celular dele através de D’Ávila. Até a publicação desta nota, a ex-deputada não tinha se pronunciado sobre o assunto.


Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247