Haddad: “desemprego em 14,4% e o assunto do Bolsonaro é a cor de um guaraná”

O ex-prefeito de São Paulo Fernando Haddad criticou a falta de políticas para a retomada da geração de empregos pelo governo federal, enquanto Jair Bolsonaro fala para os brasileiros a respeito do Guaraná Jesus, popular no Maranhão

Fernando Haddad e Jair Bolsonaro
Fernando Haddad e Jair Bolsonaro (Foto: Abr)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O ex-prefeito de São Paulo Fernando Haddad (PT) criticou comentário homofóbico de Jair Bolsonaro (Sem Partido-RJ) sobre o Guaraná Jesus, cor-de-rosa e muito popular no Maranhão. "Desemprego em 14,4% e o assunto do Bolsonaro é a cor de um guaraná", escreveu Haddad no Twitter.

Ao visitar o Maranhão, nessa quinta-feira (29), Bolsonaro tomou o refrigerante e questionou se teria virado "boiola", devido à cor da bebida. "Agora, eu virei boiola igual maranhense, é isso? Olha o guaraná cor-de-rosa do Maranhão ai ó. Quem toma esse guaraná vira maranhense", afirmou.

Depois, Bolsonaro pediu desculpas. "Pessoal, fiz uma brincadeira. Se alguém se ofendeu, me desculpa aí, tá certo. O Guaraná Jesus, devido à cor dela, cor-de-rosa", afirmou em transmissão ao vivo nas redes sociais, enquanto bebia o produto.

A taxa de desemprego no Brasil foi de 14,4%, no trimestre de junho a agosto deste ano, a maior taxa desde que teve início a série histórica de acompanhamento no Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Atualmente 13,8 milhões de pessoas estão desempregadas. 

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247