Haddad detalha crimes cometidos por Deltan

"Se entendi bem a reportagem, Deltan sugeriu: 1) uma empresa de fachada com cônjuge laranja; 2) propina para comissões de formatura; 3) palestras armadas para associações que representavam empresas investigadas. É isso?", resumiu o ex-ministro Fernando Haddad

Haddad e Deltan
Haddad e Deltan
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O ex-ministro Fernando Haddad comentou em sua página nas redes sociais os novos trechos de conversas da Vaza Jato trazidas em reportagem da Folha de S. Paulo em parceria com o The Intercep neste domingo (14).

"Se entendi bem a reportagem, Deltan sugeriu: 1) uma empresa de fachada com cônjuge laranja; 2) propina para comissões de formatura; 3) palestras armadas para associações que representavam empresas investigadas. É isso?", escreveu Haddad.

A reportagem deste domingo revelou que não apenas que o procurador Deltan Dallagnol, chefe da força-tarefa da Lava Jato, montou um plano para ficar rico com palestras às custas da investigação, mas também incentivou colegas e agenciou

 até o então juiz Sergio Moro com o mesmo intuito.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

Apoie o 247

WhatsApp Facebook Twitter Email