Haddad diz que STF ainda deve a Lula a suspeição de Moro

"No que diz respeito a Lula, paciente de tantas arbitrariedades, um último gesto de reconhecimento lhe caberia. Lula foi julgado por um "juiz" parcial. O conjunto de evidências é robusto o suficiente para que suas condenações sejam anuladas", afirma o ex-prefeito

Fernando Haddad
Fernando Haddad (Foto: Ricardo Stuckert)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 – Em artigo publicado neste sábado, Fernando Haddad afirma que "o edifício jurídico, abalado pelo populismo, vai lentamente sendo reconstruído pelo STF", mas afirma que a suprema corte ainda tem uma dívida com o ex-presidente Lula.

"No que diz respeito a Lula, paciente de tantas arbitrariedades, um último gesto de reconhecimento lhe caberia. Lula foi julgado por um "juiz" parcial. O conjunto de evidências é robusto o suficiente para que suas condenações sejam anuladas. Para que o país tenha um pouco de paz. Porque não há paz sem justiça!", afirma.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

WhatsApp Facebook Twitter Email