Haddad: Pazuello decretou o fim da liberdade de imprensa. De onde saiu essa gente?

Ex-ministro Fernando Haddad critica a fala do ministro da Saúde de que “a imprensa pode informar, mas não interpretar o fato”. “De onde saiu essa gente? Até quando?”, indaga

(Foto: Felipe L. Gonçalves/Brasil247 | Alan Santos/PR)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O ex-ministro Fernando Haddad criticou duramente uma das falas do ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, feita durante entrevista coletiva nesta quinta-feira (7) contra a imprensa. Segundo Pazuello, a imprensa “a imprensa pode informar, mas não interpretar o fato”.

“Pazuello acaba de decretar o fim da liberdade de imprensa. Segundo ele, a imprensa pode informar, mas não interpretar o fato. De onde saiu essa gente? Até quando?”, rebateu Haddad no Twitter. 

Após ter feito a declaração, dando uma espécie de ‘aula’ sobre o funcionamento da imprensa aos jornalistas, Pazuello ironicamente não abriu para perguntas. 

“Não queremos interpretação dos fatos dos senhores. Quero assistir notícia. Deixem interpretação pro povo. Vocês não têm esta delegação. Essa desinformação leva a medo, ansiedade, angústia, pode levar a doença psiquiátrica, a suicídio”, disse. Ao longo da coletiva, ele demonstrou irritação em outros momentos, como quando apontou o dedo e reclamou que estavam tirando fotos.

 

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

Apoie o 247

WhatsApp Facebook Twitter Email