Importação de armas dispara e é a maior em 25 anos, com perspectiva de derrota de Jair Bolsonaro

Armas liberadas pelo governo de extrema direita estão caindo nas mãos de traficantes de drogas e do crime organizado

www.brasil247.com -
(Foto: Alan Santos/PR | Reuters)


247 – A perspectiva de derrota de Jair Bolsonaro fez disparar a importação de armas de fogo no Brasil – armas que estão, em muitos casos, caindo nas mãos de traficantes de drogas e do crime organizado. "Um número sem precedentes de armas de fogo chegou ao Brasil nos últimos dois meses. Foram 40.303 revólveres e pistolas em julho e 39.389 em agosto. Nunca, em 25 anos, segundo as estatísticas disponibilizadas pelo Ministério da Economia, tantas armas de fogo foram trazidas ao país por mês. Pelos números de julho e agosto, o equivalente a mais de 1.200 armas de fabricantes estrangeiros entrou por dia no Brasil no ao longo desses meses", aponta reportagem de Marcos de Moura e Souza, publicada no Valor Econômico.

"Os dados disponíveis não informam as razões por trás da alta nas importações, mas na avaliação de cinco pessoas envolvidas no debate sobre armas de fogo, o aumento pode ter relação direta com a perspectiva de derrota eleitoral do presidente e candidato à reeleição Jair Bolsonaro (PL) nas eleições de outubro. Os compradores estariam antecipando as importações por temor de que elas sejam fechadas. O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), candidato que lidera as pesquisas de intenção de voto ao Planalto este ano, tem sido um crítico da expansão da circulação de armas por civis", informa ainda o jornalista.

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

O conhecimento liberta. Quero ser membro. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247