Indígenas vão à Europa denunciar o governo Bolsonaro

Uma comitiva com dez índios do Brasil fará uma série de encontros na Europa entre outubro a novembro, para denunciar "as graves violações contra os povos indígenas e o meio ambiente do Brasil". Viagem ocorre após Jair Bolsonaro atacar duramente os nativos em discurso na ONU

(Foto: Jair Bolsonaro e índios Wajapi)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Uma comitiva com dez lideranças indígenas do Brasil fará uma série de encontros na Europa entre outubro a novembro, para denunciar "as graves violações contra os povos indígenas e o meio ambiente do Brasil que estão ocorrendo sistematicamente desde a posse do presidente Jair Bolsonaro". O objetivo é combater as "campanhas de desinformação que apontam que a Amazônia está ótima". Os relatos foram publicados no Blog do Sakamoto.

A viagem dos índios a países europeus deve ocorrer algumas semanas após outra turnê, a do ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, que vijaou para  "esclarecer" que o Brasil vem combatendo o desmatamento e deve se manter no Acordo de Paris para o clima. 

Bolsonaro voltou a atacar os índios. Ao falar sobre a Amazônia, no último dia 24, ele colocoun a culpa os nativos pelas queimadas. "Clima seco favorece queimadas. Existem queimadas praticadas por índios", disse ele, que também criticou líder indígena Raoni Metuktire. "Muitas vezes essas lideranças, como Raoni, são usados como ferramenta de manobra para conduzir seus interesses sobre a Amazônia", disse (veja mais aqui).

O líder indígena rebateu Bolsonaro. "O que você está fazendo mudará o mundo inteiro e destruirá nossa casa – e destruirá sua casa também", disse. : "Então você sentirá o medo que nós sentimos", afirmou (leia aqui).

Desmatamento

Nos oito meses até agosto, o desmatamento da Amazônia aumentou 92%, para 6.404,8 quilômetros quadrados, apontaram dados do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe).

Antes da divulgação dessa estatísticas, em agosto, a Alemanha havia anunciado a suspensão de quase R$ 155 milhões destinados a projetos de preservação ambiental no Brasil e a Noruega anunciou o bloqueio de cerca de R$ 133 milhões, destinados ao Fundo Amazônia.

O exterior pode boicotar produtos brasileiros por causa das queimadas. 



O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email