Insatisfação de parte dos militares com o governo é, ao mesmo tempo, sinalização a Lula

Na cúpula das Forças, há o pragmatismo de que Lula é o favorito para vencer a eleição

www.brasil247.com -
(Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil | Ricardo Stuckert | Reuters)


247 - A crescente insatisfação dos militares com o governo Jair Bolsonaro é, ao mesmo tempo, sinalização a outros candidatos na disputa presidencial, que tem o ex-presidente Lula liderando as pesquisas isolado. 

Segundo a Folha de S.Paulo ouviu de oficiais-generais em altos postos das três Forças, apesar do pouco contato entre o PT e os militares até o momento, "os eventos falariam por si e serviriam para tirar o bode de um golpe militar contra Lula em caso de vitória em outubro", escreve o jornal, neste sábado (15). 

As fontes referem-se aos seguintes fatos: 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

1. A determinação, por parte do Exército, do encerramento de todos os 67 exercícios militares programados para o ano. 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

2. O lançamento de diretrizes de segurança sanitária que vão contra o negacionismo de Bolsonaro, em particular criminalizando a divulgação de fake news.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

3. A dura nota do presidente da Anvisa, almirante Antonio Barra Torres, contra insinuações de Bolsonaro sobre "interesses" escusos da agência na vacinação infantil. 

O conjunto de eventos estabeleceu uma linha divisória entre o fuzuê do governo e as Forças. Mais que isso, buscou dizer aos candidatos que, independentemente de quem vença, as Forças Armadas se manterão neutras.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Na cúpula, há o pragmatismo de que Lula é o favorito para vencer a eleição. Todos os ouvidos lembram o que chamam de tempos de "vacas gordas" sob Lula, quando a riqueza gerada pelo seu governo permitiu o reequipamento das Forças com programas como o de submarinos, de caças e de blindados.

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Quero ser membro. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Cortes 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email