Intelectual Moniz Bandeira pede que militares expulsem Temer do poder

"A situação do Brasil me entristece. Os gringos estão conseguindo destruí-lo através da quinta-coluna que promove uma guerra jurídica, a transplantarem as leis dos Estados Unidos para o Brasil, caso típico do geodireito, o qual foi estudado em magnífica tese de um professor amigo meu. Só vejo uma saída para a crise política no Brasil: a intervenção militar", diz o professor

SAO PAULO 05/05/06 ECONOMIA OE - Professor Luiz Alberto Moniz Bandeira, titular da Universidade de Brasília (UnB). FOTO DIVULGACAO
SAO PAULO 05/05/06 ECONOMIA OE - Professor Luiz Alberto Moniz Bandeira, titular da Universidade de Brasília (UnB). FOTO DIVULGACAO (Foto: Gisele Federicce)

247 - Em e-mail encaminhado ao jornalista Paulo Henrique Amorim, do blog Conversa Afiada, o professor diz:

"Meu caro Paulo Henrique, jornalista que tanto aprecio e respeito. A situação do Brasil me entristece. Os gringos estão conseguindo destruí-lo através da quinta-coluna que promove uma guerra jurídica, a transplantarem as leis dos Estados Unidos para o Brasil, caso típico do geodireito, o qual foi estudado em magnífica tese de um professor amigo meu. Só vejo uma saída para a crise política no Brasil: a intervenção militar.

É legal, quando o governo sai dos quadros constitucionais vigentes. Temer foi eleito vice-presidente na chapa de Dilma Rousseff, cujo programa não era esse de reformas. E o Congresso não foi eleito com poderes constituintes para fazer congelamento de despesas por 20 anos, reforma política, trabalhista etc.. Agora só os canhões podem fazer reformas para evitar a venda do país a preço de liquidação. Energia é poder. E entregar o pré-sal, a Petrobrás, a Eletrobrás aos gringos é entregar a soberania nacional, a "muralha da pátria", como disse Ruy Barbosa na Conferência de Haya, em 1907.

Com um forte abraço do seu admirador,
Luiz Alberto de Vianna Moniz Bandeira

Conheça a TV 247

Mais de Brasil

Ao vivo na TV 247 Youtube 247