Ipespe: Lula está perto de vencer no primeiro turno e Bolsonaro fica estagnado

Em um mês, Bolsonaro não saiu dos 35%, enquanto Lula subiu de 43% para 46%

www.brasil247.com - Lula e Jair Bolsonaro
Lula e Jair Bolsonaro (Foto: Reuters/Carla Carniel)


247 - Pesquisa telefônica Ipespe, encomendada pela XP Investimentos, divulgada nesta sexta-feira (23) mostra que o ex-presidente Lula (PT) cresceu três pontos percentuais desde a última rodada do levantamento, enquanto Jair Bolsonaro (PL) permaneceu estagnado.

Lula aparece com 46% das intenções de voto e Bolsonaro com 35%. No levantamento anterior, de agosto, o petista tinha 43% e seu adversário os mesmos 35%.

Todos os outros candidatos, somados, têm agora 47% das intenções de voto, o que mostra que Lula está muito próximo de vencer no primeiro turno. Para ser eleito já na primeira etapa do pleito, o ex-presidente precisa ter 50% dos votos válidos mais um. Na prática, significa dizer que ele precisa superar todos os outros candidatos, somados, nos votos totais.

grafico

Segundo turno

Na projeção de segundo turno entre Lula e Bolsonaro, o petista aparece com 54% das intenções de voto, ante 37% do atual ocupante do Palácio do Planalto. 

grafico

A pesquisa ouviu por telefone 2.000 eleitores entre 19 e 21 de setembro. A margem de erro é de 2,2 pontos percentuais e o intervalo de confiança é de 95,45%. O levantamento está registrado no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob o protocolo BR-08425/2022.

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

O conhecimento liberta. Quero ser membro. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

WhatsApp Facebook Twitter Email