Irresponsabilidade sustenta Temer, diz Singer

O cientista político André Singer contesta a tese de que aliados de Michel Temer estariam adotando a "ética da responsabilidade", de Max Weber, para mantê-lo no poder; "Até as pedras reconhecem que o neto de Tancredo tem um único e específico objetivo na empreitada: salvar a própria pele. Geraldo Alckmin, igualmente enrolado na Lava Jato, possui muito a ganhar se o ímpeto investigatório for quebrado neste momento", diz ele; "A irresponsabilidade destes poderá ter consequências fatais"

André Singer
André Singer (Foto: Leonardo Attuch)

247 – O cientista político André Singer contesta a tese de que aliados de Michel Temer estariam adotando a "ética da responsabilidade", de Max Weber, para mantê-lo no poder, em artigo publicado neste sábado.

"A decisão dos tucanos parece corresponder apenas ao desejo de agora enfraquecer o Partido da Justiça que tantos serviços lhes prestou para dinamitar o PT e impedir Dilma Rousseff. Pego na mesma operação Friboi que incriminou Temer, o ainda presidente afastado dos tucanos, Aécio Neves, teria influenciado a direção partidária. Como se sabe, a ele convém derrotar o procurador-geral Rodrigo Janot na luta que este trava contra a máquina do Executivo federal", diz ele.

"Até as pedras reconhecem que o neto de Tancredo tem um único e específico objetivo na empreitada: salvar a própria pele. Geraldo Alckmin, igualmente enrolado na Lava Jato, possui muito a ganhar se o ímpeto investigatório for quebrado neste momento. Além disso, abrir a possibilidade de uma eleição imediata, quando Lula pode ser candidato, não convém aos sonhos presidenciais, ainda preservados, do governador paulista", prossegue Singer.

"É verdade que outros atores presentes no cenário —veículos de comunicação, líderes do próprio Judiciário, setores empresariais, segmentos de classe média— vêm dando a sua contribuição para manter no palácio um mandatário apanhado em flagrante. Mas não cabe a eles o poder de mando, o qual se concentra nos políticos. A irresponsabilidade destes poderá ter consequências fatais."

Conheça a TV 247

Mais de Brasil

Ao vivo na TV 247 Youtube 247