Isolado, Bolsonaro só é defendido por Moro e outros poucos ministros

Em sua coluna na Folha de S.Paulo desta quinta-feira (10), a jornalista Mônica Bergamo informa que o governo conta nos dedos ministros que defendem Bolsonaro

Sergio Moro e Jair Bolsonaro
Sergio Moro e Jair Bolsonaro (Foto: Lula Marques | Marcos Corrêa/PR)

247 - "O núcleo de governo mais próximo de Jair Bolsonaro avalia que o presidente não tem tido o apoio da maioria de seus ministros na batalha das redes sociais. Os que o defendem podem ser contados nos dedos" - informa a jornalista Mônica Bergamo em sua coluna na Folha de S.Paulo. 

Um dos poucos que defendem o ocupante do Planalto é o ministro da Justiça, Sergio Moro, que recentemente era considerado “ingrato”.    

No último domingo, Moro criticou a Folha por ter revelado em reportagem que um depoimento e uma planilha obtidos pela Polícia Federal apontam que recursos de esquema de candidaturas laranjas do PSL podem ter abastecido a campanha de Bolsonaro por meio de caixa dois.   

A coluna informa ainda que o secretário Fabio Wajngarten, da Comunicação Social, também saiu em defesa de Bolsonaro. 

Os dois, e mais o ministro da Educação, Abraham Weintraub, são considerados exemplos raros dos que defendem o chefe.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247