Janja diz que bolsonarismo deve ser chamado de fascismo e prevê prisão de ex-presidente

Ela afirmou que, se tudo der certo, o ex-presidente Jair Bolsonaro estará preso em breve

Lula com Janja e Bolsonaro
Lula com Janja e Bolsonaro (Foto: Ricardo Stuckert | REUTERS/Adriano Machado)


✅ Receba as notícias do Brasil 247 e da TV 247 no canal do Brasil 247 e na comunidade 247 no WhatsApp.

247 – A primeira-dama Rosângela da Silva, conhecida como Janja, fez declarações contundentes à militância do Partido dos Trabalhadores (PT) durante sua participação na Conferência Eleitoral e Programa de Governo PT, realizada em Brasília no último sábado. Ela instou os presentes a abandonarem o termo "bolsonarismo" em favor do termo "fascismo" e afirmou que, se tudo der certo, o ex-presidente Jair Bolsonaro estará preso em breve.

Ela afirmou: "Eu estou convencida que a gente precisa deixar de usar o termo 'bolsonarismo'. Esse cara, o inominável, está inelegível e, se tudo der certo, logo ele vai estar ó (faz o símbolo de ‘atrás das grades’ com as mãos)."

continua após o anúncio

Ela argumentou que é hora de chamar as pessoas pelo que ela acredita que elas são, ou seja, "fascistas", alegando que o fascismo é uma ideologia que mata e busca anular os valores democráticos. "Então, a gente precisa deixar esse período para trás e mudar, virar essa chave, começar a usar o termo ‘fascista’. Deixar esse cara lá no lugar que lhe é de direito para a história, que é nada, a lata do lixo", enfatizou Janja.

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

continua após o anúncio

Ao vivo na TV 247

Cortes 247