Janot apronta mais uma e faz nova denúncia contra Lula e Dilma

Um dia após denunciar Dilma Rousseff, Lula e outros integrantes do PT por "organização criminosa", o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, dias antes de deixar o cargo, fez mais uma denúncia contra os dois ex-presidentes na noite desta quarta-feira 6, desta vez por "obstrução de justiça"; a denúncia feita ao STF faz referência ao episódio da nomeação de Lula como ministro da Casa Civil por Dilma antes de ela ser afastada do cargo, em abril de 2016; vale lembrar que, numa situação idêntica, o Supremo validou a nomeação de Moreira Franco como ministro de Temer

Um dia após denunciar Dilma Rousseff, Lula e outros integrantes do PT por "organização criminosa", o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, dias antes de deixar o cargo, fez mais uma denúncia contra os dois ex-presidentes na noite desta quarta-feira 6, desta vez por "obstrução de justiça"; a denúncia feita ao STF faz referência ao episódio da nomeação de Lula como ministro da Casa Civil por Dilma antes de ela ser afastada do cargo, em abril de 2016; vale lembrar que, numa situação idêntica, o Supremo validou a nomeação de Moreira Franco como ministro de Temer
Um dia após denunciar Dilma Rousseff, Lula e outros integrantes do PT por "organização criminosa", o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, dias antes de deixar o cargo, fez mais uma denúncia contra os dois ex-presidentes na noite desta quarta-feira 6, desta vez por "obstrução de justiça"; a denúncia feita ao STF faz referência ao episódio da nomeação de Lula como ministro da Casa Civil por Dilma antes de ela ser afastada do cargo, em abril de 2016; vale lembrar que, numa situação idêntica, o Supremo validou a nomeação de Moreira Franco como ministro de Temer (Foto: Romulo Faro)

247 - Um dia após denunciar Dilma Rousseff, Lula e outros integrantes do PT por "organização criminosa", o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, dias antes de deixar o cargo, fez mais uma denúncia contra os dois ex-presidentes na noite desta quarta-feira (6), desta vez por "obstrução de justiça".

A denúncia feita ao Supremo Tribunal Federal (STF) faz referência ao episódio da nomeação de Lula como ministro da Casa Civil por Dilma antes de ela ser afastada do cargo, em abril de 2016.

Janot também denunciou nesta quarta o ex-ministro Aloizio Mercadante, por causa de um telefonema para o ex-senador Delcídio do Amaral, a fim de, supostamente, tratar da delação dele.

Dias depois da posse, o ministro Gilmar Mendes, do STF, suspendeu a nomeação de Lula como ministro. Numa situação idêntica, porém, o Supremo validou a nomeação de Moreira Franco como ministro do governo Michel Temer.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247