Janot pede abertura de inquérito contra Lindbergh

O senador Lindbergh Farias (PT-RJ) está entre os políticos que devem ser investigados pelo Supremo Tribunal Federal (STF)sob suspeita de participação no esquema no esquema de corrupção da Petrobras no âmbito da Operação Lava Jato da Polícia Federal; Nesta terça-feira (3), o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, pediu ao STF a abertura de 28 inquéritos que envolvem políticos e autoridades suspeitos de se beneficiarem do esquema; o nome do senador apareceu durante depoimento de delação premiada feito pelo ex-diretor de Abastecimento da Petrobras Paulo Roberto Costa

O senador Lindbergh Farias (PT-RJ) está entre os políticos que devem ser investigados pelo Supremo Tribunal Federal (STF)sob suspeita de participação no esquema no esquema de corrupção da Petrobras no âmbito da Operação Lava Jato da Polícia Federal; Nesta terça-feira (3), o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, pediu ao STF a abertura de 28 inquéritos que envolvem políticos e autoridades suspeitos de se beneficiarem do esquema; o nome do senador apareceu durante depoimento de delação premiada feito pelo ex-diretor de Abastecimento da Petrobras Paulo Roberto Costa
O senador Lindbergh Farias (PT-RJ) está entre os políticos que devem ser investigados pelo Supremo Tribunal Federal (STF)sob suspeita de participação no esquema no esquema de corrupção da Petrobras no âmbito da Operação Lava Jato da Polícia Federal; Nesta terça-feira (3), o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, pediu ao STF a abertura de 28 inquéritos que envolvem políticos e autoridades suspeitos de se beneficiarem do esquema; o nome do senador apareceu durante depoimento de delação premiada feito pelo ex-diretor de Abastecimento da Petrobras Paulo Roberto Costa (Foto: Paulo Emílio)

247 - O senador Lindbergh Farias (PT-RJ) está entre os políticos que devem ser investigados pelo Supremo Tribunal Federal (STF)sob suspeita de participação no esquema no esquema de corrupção da Petrobras no âmbito da Operação Lava Jato da Polícia Federal.

Nesta terça-feira (3), o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, pediu ao STF a abertura de 28 inquéritos que envolvem políticos e autoridades suspeitos de se beneficiarem do esquema.

O nome do senador apareceu durante depoimento de delação premiada feito pelo ex-diretor de Abastecimento da Petrobras Paulo Roberto Costa. Costa teria dito que trabalhou para Lindebergh durante a campanha para o governo do Rio de janeiro no ano passado.

Segundo Costa, ele teria atuado como arrecadador de recursos para a campanha junto a empreiteiras que prestavam serviços à estatal.

 

Conheça a TV 247

Mais de Brasil

Ao vivo na TV 247 Youtube 247