JB critica projeto sobre maioridade: Estão brincando com fogo

"Maioridade penal: eu apoio integralmente a posição do governo federal, contrária à redução da maioridade penal. Estão brincando com fogo! Quem conhece as prisões brasileiras (e os estabelecimentos de "ressocialização" de menores) não apoia essa insensatez", postou o ex-presidente do Supremo Tribunal Federal, Joaquim Barbosa, sobre o projeto em votação na Câmara; "Desconfiemos dos propósitos e da ideologia dessa maioria parlamentar que quer impor a sua agenda ao nosso país", completou

"Maioridade penal: eu apoio integralmente a posição do governo federal, contrária à redução da maioridade penal. Estão brincando com fogo! Quem conhece as prisões brasileiras (e os estabelecimentos de "ressocialização" de menores) não apoia essa insensatez", postou o ex-presidente do Supremo Tribunal Federal, Joaquim Barbosa, sobre o projeto em votação na Câmara; "Desconfiemos dos propósitos e da ideologia dessa maioria parlamentar que quer impor a sua agenda ao nosso país", completou
"Maioridade penal: eu apoio integralmente a posição do governo federal, contrária à redução da maioridade penal. Estão brincando com fogo! Quem conhece as prisões brasileiras (e os estabelecimentos de "ressocialização" de menores) não apoia essa insensatez", postou o ex-presidente do Supremo Tribunal Federal, Joaquim Barbosa, sobre o projeto em votação na Câmara; "Desconfiemos dos propósitos e da ideologia dessa maioria parlamentar que quer impor a sua agenda ao nosso país", completou (Foto: Roberta Namour)

247 - O ex-presidente do Supremo Tribunal Federal (STF) Joaquim Barbosa afirmou na noite desta terça-feira (30) em sua conta no Twitter que apoia a posição do governo contrária à redução maioridade penal. Ele criticou a votação na Câmara sobre o assunto: "estão brincando com fogo".

"Maioridade penal: eu apoio integralmente a posição do governo federal, contrária à redução da maioridade penal. Estão brincando com fogo!".

"Quem conhece as prisões brasileiras (e os estabelecimentos de "ressocialização" de menores) não apoia essa insensatez", postou em seguida.

Para Joaquim Barbosa, a mudança pode trazer "combustível para a violência". "A violência já é uma das marcas do Brasil. Estão adicionando um poderoso combustível a essa violência. Aguardem.", publicou. “Desconfiemos dos propósitos e da ideologia dessa maioria parlamentar que quer impor a sua agenda ao nosso país”, completou.

Conheça a TV 247

Mais de Brasil

Ao vivo na TV 247 Youtube 247