JB defende delação e acusa Dilma de cometer crime

Potencial candidato nas eleições presidenciais de 2018, o ex-ministro do Supremo Tribunal Federal Joaquim Barbosa foi ao Twitter criticar a resposta da presidente Dilma Rousseff sobre a delação premiada do empresário Ricardo Pessoa; "Caberia à assessoria informar a Presidente que: atentar contra o bom funcionamento do Poder Judiciário é crime de responsabilidade!", escreveu, ressaltando que "'colaboração'" ou 'delação' premiada é um instituto penal-processual previsto em lei no Brasil! Lei!!!"; Dilma disse ontem a jornalistas que "não respeita delator" e que tomará medidas caso Pessoa faça acusações contra ela

Potencial candidato nas eleições presidenciais de 2018, o ex-ministro do Supremo Tribunal Federal Joaquim Barbosa foi ao Twitter criticar a resposta da presidente Dilma Rousseff sobre a delação premiada do empresário Ricardo Pessoa; "Caberia à assessoria informar a Presidente que: atentar contra o bom funcionamento do Poder Judiciário é crime de responsabilidade!", escreveu, ressaltando que "'colaboração'" ou 'delação' premiada é um instituto penal-processual previsto em lei no Brasil! Lei!!!"; Dilma disse ontem a jornalistas que "não respeita delator" e que tomará medidas caso Pessoa faça acusações contra ela
Potencial candidato nas eleições presidenciais de 2018, o ex-ministro do Supremo Tribunal Federal Joaquim Barbosa foi ao Twitter criticar a resposta da presidente Dilma Rousseff sobre a delação premiada do empresário Ricardo Pessoa; "Caberia à assessoria informar a Presidente que: atentar contra o bom funcionamento do Poder Judiciário é crime de responsabilidade!", escreveu, ressaltando que "'colaboração'" ou 'delação' premiada é um instituto penal-processual previsto em lei no Brasil! Lei!!!"; Dilma disse ontem a jornalistas que "não respeita delator" e que tomará medidas caso Pessoa faça acusações contra ela (Foto: Gisele Federicce)

247 – Nome potencial para disputar o Palácio do Planalto em 2018, o ex-presidente do Supremo Tribunal Federal Joaquim Barbosa foi ao Twitter na noite desta segunda-feira para defender o mecanismo da delação premiada e acusar a presidente Dilma Rousseff de cometer "crime de responsabilidade".

"Caberia à assessoria informar a Presidente que: atentar contra o bom funcionamento do Poder Judiciário é crime de responsabilidade!", escreveu o ex-ministro, sobre resposta de Dilma, dada ontem em Nova York, sobre a delação do empresário Ricardo Pessoa, dono da UTC, no âmbito da Operação Lava Jato.

"Não respeito delator", disse Dilma, relembrando os tempos da ditadura, quando, segundo ela, tentaram transformá-la em uma delatora. Pessoa disse aos investigadores ter feito doações à campanha de Dilma com dinheiro do esquema de corrupção da Petrobras. Dilma nega irregularidades nas doações recebidas.

"Nossa Constituição outorga ao presidente a prerrogativa de vetar um projeto ou de impugnar uma lei perante o STF por inconstitucionalidade. Porém, a Constituição não autoriza o Presidente a 'investir politicamente' contra as leis vigentes, minando-lhes as bases", rebateu Barbosa.

"Reflitamos coletivamente: vocês estão vendo o estrago que a promiscuidade entre dinheiro de empresas e a política provoca nas instituições?", questionou JB, ressaltando que "'colaboração'" ou 'delação' premiada é um instituto penal-processual previsto em lei no Brasil! Lei!!!".

Confira abaixo os tuítes de Joaquim Barbosa: 

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247