Jean sai em defesa de Haddad: 'homofóbico é quem está no armário'

"Ninguém me chame a usar a causa LGBT pra atacar Haddad só porque este se referiu a um hipócrita homofóbico nos termos em que deveria se referir", disse Jean Wyllys em sua página nas redes sociais, rebatendo as acusações de que o ex-ministro Fernando Haddad teria cometido ato homofóbico num embate com o vereador Carlos Bolsonaro no Twitter

Jean sai em defesa de Haddad: 'homofóbico é quem está no armário'
Jean sai em defesa de Haddad: 'homofóbico é quem está no armário'

247 - O ex-deputado federal pelo PSol do Rio de Janeiro, Jean Wyllys - que renunciou ao seu mandato e se auto-exilou por conta de ameaças de morte - saiu em defesa do ex-ministro Fernando Haddad (PT) que foi acusado de cometer ato homofóbico em um embate com o vereador Carlos Bolsonaro no Twitter.

"Ninguém me chame a usar a causa LGBT pra atacar Haddad só porque este se referiu a um hipócrita homofóbico nos termos em que deveria se referir", escreveu Jean em sua página nas redes sociais.

Para ele, "atacar Haddad por ter sido irônico com um homofóbico hipócrita que vive de depreciar a comunidade LGBT orgulhosa de si é falta de estratégia por parte da esquerda, e hipocrisia por parte da extrema-direita".

"Go, Haddad! Homofóbico é quem está no armário, goza no armário e ataca o orgulho LGBT desde o armário!", completou.

 

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247