Jefferson é operado para retirada de tumor e passa bem

Cirurgia do presidente nacional do PTB e um dos réus do mensalão, Roberto Jefferson, ocorreu no Hospital Samaritano, em Botafogo, na zona sul da capital fluminense, e durou oito horas

Jefferson é operado para retirada de tumor e passa bem
Jefferson é operado para retirada de tumor e passa bem (Foto: Daniel Marenco/Folhapress)

Agência Brasil – Durou oito horas a cirurgia a que foi submetido hoje (28) o advogado e presidente nacional do PTB, Roberto Jefferson, 59 anos, no Hospital Samaritano, em Botafogo, na zona sul da capital fluminense. A intervenção começou às 7h, para retirada de um tumor no pâncreas e transcorreu dentro do previsto, sem qualquer anormalidade, de acordo com o boletim médico assinado pelos médicos José de Ribamar Saboia, Alexandre Prado de Resende e Áureo Ludovico de Paula.

Segundo eles, o procedimento teve uma complexidade acima do usual, por causa de uma cirurgia bariátrica prévia. "A cirurgia realizada foi uma gastroduodenopancreatectomia cefálica (retirada de parte do estômago, parte do pâncreas, duodeno e parte do canal biliar). Além disso, os médicos retiraram os linfonodos regionais (gânglios linfáticos)". A cirurgia bariátrica (redução de estômago) a que o ex-deputado foi submetido em 2000 teve que ser desfeita pelos médicos.

A coleta de material na hora da cirurgia indica que o tumor não é maligno. "O resultado preliminar do material cirúrgico, feito pelo patologista Wilhermo Torres, foi de tumor papilar mucinoso ductal, com displasia de baixo grau. Isso quer dizer, que neste exame inicial não há sinais de malignidade. Será necessário aguardar o resultado definitivo da análise do material e o exame imuno-histoquímico para a conclusão do diagnóstico", diz o boletim.

O ex-deputado Roberto Jeferson é réu no julgamento do mensalão previsto para começar na próxima quinta-feira (2), no Supremo Tribunal Federal.

Conheça a TV 247

Mais de Brasil

Ao vivo na TV 247 Youtube 247