Jovem é assassinada em Goiânia porque amiga queria testar se era uma psicopata

Ariane Bárbara Laureano, de 18 anos, foi encontrada no dia 30 de agosto. Morte foi planejada por amigos

Ariane Bárbara Laureano
Ariane Bárbara Laureano (Foto: Reprodução/Facebook)
Siga o Brasil 247 no Google News

Metrópoles - Para testar se era psicopata e como se comportaria após cometer o assassinato de uma pessoa, uma amiga e outros dois comparsas planejaram a morte da jovem Ariane Bárbara Laureano de Oliveira, de apenas 18 anos. Ela foi dada como desaparecida entre os dias 24/8 e 30/8, quando o corpo foi encontrado em uma área de mata, no Setor Jaó, em Goiânia.

O delegado Marcos de Oliveira Gomes, da Delegacia Estadual de Investigação de Homicídios (DIH), apresentou nesta quarta-feira (15/9) os detalhes sobre a elucidação do caso. Segundo ele, três amigos (duas moças e um rapaz) traçaram o plano do homicídio de Ariane e a escolheram aleatoriamente, com a única intenção de testar o comportamento psíquico de uma das garotas envolvidas no crime.

Ariane foi atraída por eles, no dia 24/8, ao ser convidada para lanchar. Ela chegou a enviar uma mensagem de áudio para a mãe, avisando que sairia com as amigas. Pelo tom da fala, ela aparentava estar alegre e animada para o compromisso, conforme descrição do delegado. A última vez que a mãe a viu foi às 20h daquele dia, quando ela saiu de casa.

PUBLICIDADE

Raíssa Nunes Borges, de 19 anos, Enzo Jacomini Carneiro Matos, que se apresenta como Freya, de 18, e Jeferson Cavalcante Rodrigues, 22, combinaram buscar Ariane. Assim que ela entrou no veículo, deu-se início ao plano que eles haviam elaborado.

Tudo foi relatado ao delegado, durante interrogatório e confissão do homicídio. A descoberta começou com a identificação das amigas que teriam convidado Ariane para sair no dia em que ela desapareceu e, em seguida, do veículo que teria transportado o corpo da jovem até o local onde ele foi abandonado.

PUBLICIDADE

 

 

PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

PUBLICIDADE

Cortes 247

PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email