Jurista analisa ascensão mundial do neoconservadorismo

O jurista e filósofo Silvio Almeida concedeu entrevista à TV 247 explicando o processo de ascensão mundial do neoconservadorismo, expondo a defesa dessa corrente pelo Estado mínimo e valores cristãos, opondo-se as transformações sociais advindas das revoluções liberais; ele defende que "o mundo precisa superar os embates morais entre neoconservadores e liberais, olhando a materialidade desse conflito"; assista

Jurista analisa ascensão mundial do neoconservadorismo
Jurista analisa ascensão mundial do neoconservadorismo
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

TV 247 - O jurista e filósofo Silvio Almeida, autor de um capítulo no livro recém-lançado plea Editora Boitempo "O Ódio Como política, o Avanço das Direitas no Brasil", concedeu entrevista à TV 247 em que explica o processo de ascensão mundial do neoconservadorismo, expondo a defesa dessa corrente pelo Estado mínimo e valores cristãos, opondo-se a transformações sociais advindas das revoluções liberais.

Ele defende que "o mundo precisa superar embates morais entre neoconservadores e liberais, olhando a materialidade desse conflito". O professor faz um resgate histórico explicando que o conservadorismo clássico está intimamente ligado às revoluções liberais e suas transformações sociais, sempre atuando na defesa dos valores sociais civilizatórios.

Segundo ele, o neoconservadorismo também nasce de uma contrarreação, quando teóricos dos anos 60 e 70 se opuseram ao Estado de bem estar social promovido na Europa. "Há uma intensa defesa dos direitos da família e religiosos, opondo-se a movimentos negros, feministas e LGBT que começavam a dar sinal de vida no pós-guerra", expõe. 

Silvio Almeida diz que os neoconservadores defendem "um Estado afastado da economia, servindo apenas para segurar o direito a segurança e resguardar a propriedade privada", argumentando que "existe um acúmulo do aparelho estatal". 

Ele segue sua análise dizendo que "os neoconservadores também pregam o princípio do esforço individual, alegando que "ações afirmativas afastam o conceito da meritocracia".

Inscreva-se na TV 247  e confira a análise do jurista  e filósofo Silvio Almeida

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247