Justiça aceita denúncia contra ex-presidente da Eletronuclear

Juiz da 7ª Vara Criminal da Justiça Federal do Rio de Janeiro, Marcelo da Costa Bretas, aceitou denúncia contra 14 réus da Operação Radioatividade, que investiga casos de desvios e corrupção na Eletronuclear em obras relativas à usina de Angra 3; dentre os acusados pelos crimes de concussão, corrupção passiva e lavagem de dinheiro estão o ex-presidente da Eletronuclear, preso na 16ª fase da Operação Lava Jato, almirante Othon Luiz Pinheiro da Silva, e o ex-presidente da Andrade Gutierrez Energia Flávio David Barra

Juiz da 7ª Vara Criminal da Justiça Federal do Rio de Janeiro, Marcelo da Costa Bretas, aceitou denúncia contra 14 réus da Operação Radioatividade, que investiga casos de desvios e corrupção na Eletronuclear em obras relativas à usina de Angra 3; dentre os acusados pelos crimes de concussão, corrupção passiva e lavagem de dinheiro estão o ex-presidente da Eletronuclear, preso na 16ª fase da Operação Lava Jato, almirante Othon Luiz Pinheiro da Silva, e o ex-presidente da Andrade Gutierrez Energia Flávio David Barra
Juiz da 7ª Vara Criminal da Justiça Federal do Rio de Janeiro, Marcelo da Costa Bretas, aceitou denúncia contra 14 réus da Operação Radioatividade, que investiga casos de desvios e corrupção na Eletronuclear em obras relativas à usina de Angra 3; dentre os acusados pelos crimes de concussão, corrupção passiva e lavagem de dinheiro estão o ex-presidente da Eletronuclear, preso na 16ª fase da Operação Lava Jato, almirante Othon Luiz Pinheiro da Silva, e o ex-presidente da Andrade Gutierrez Energia Flávio David Barra (Foto: Paulo Emílio)

247 - O juiz da 7ª Vara Criminal da Justiça Federal do Rio de Janeiro, Marcelo da Costa Bretas, aceitou denúncia contra 14 réus da Operação Radioatividade, derivada da Operação Lava Jato, que investiga casos de desvios e corrupção na Eletronuclear em obras relativas à usina de Angra 3. Dentre os indiciados estão o ex-presidente da Eletronuclear preso na 16ª fase da Operação Lava Jato, o almirante Othon Luiz Pinheiro da Silva, e o ex-presidente da Andrade Gutierrez Energia Flávio David Barra.

Bretas determinou a realização de três Audiências de Instrução, de Julgamento (AIJ), necessárias à produção de provas e ouvidas das testemunhas de acusação. Primeira audiência está prevista para o próximo dia 14 e deverá contar com a participação dos empresários e executivos Ricardo Ribeiro Pessoa, da UTC Engenharia, e de Walmir Pinheiro Santana, ex-diretor da UTC, e de Dalton dos Santos Avancini, da empreiteira Camargo Corrêa.

Os indiciados são acusados pelas práticas dos crimes de concussão, corrupção ativa ou passiva e lavagem de dinheiro. "Verifico, ainda, estarem minimamente delineadas a autoria e a materialidade dos crimes que, em tese, teriam sido cometidos pelo acusado, o que se afere do teor da documentação carreada aos autos, razão pela qual considero haver justa causa para o prosseguimento da ação penal", justificou o juiz Bretas em sua decisão.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247