Justiça encerra caso do triplex do Guarujá contra Lula

Em nota, a defesa do ex-presidente cita Moro e diz que o processo "serviu apenas para que alguns membros do Sistema de Justiça praticassem lawfare contra Lula"

www.brasil247.com -
(Foto: Ricardo Stuckert)


247 - A Justiça de Brasília decidiu na noite desta quinta-feira (27) arquivar e pôr fim ao caso do triplex do Guarujá usado pela Lava Jato, comandada pelo ex-procurador Deltan Dallagnol (Podemos) em conluio com o ex-juiz suspeito Sergio Moro (Podemos), para perseguir e condenar o ex-presidente Lula (PT).

Os advogados do petista, Cristiano Zanin Martins e Valeska Teixeira Martins, emitiram nota na qual reforçam o lawfare praticado contra Lula e comemoraram o fim do processo.

Pelo Twitter oficial de Lula, a equipe do ex-presidente publicou: "juiz parcial. Condenação sem provas por 'ato indeterminado'. Perseguição política. Caso anulado e encerrado.  A verdade venceu".

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Leia na íntegra:

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

"O encerramento definitivo do caso do tríplex pela Justiça reforça que ele serviu apenas para que alguns membros do Sistema de Justiça praticassem lawfare contra Lula, vale dizer, para que fizessem uso estratégico e perverso das leis para perseguir judicialmente o ex-presidente com objetivos políticos. Um caso sem nenhuma materialidade nem acusação concreta e apenas com provas de inocência do ex-presidente.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O Supremo Tribunal Federal reconheceu a parcialidade do ex-juiz Sergio Moro nesse caso e em outros em que ele atuou contra Lula, tal como demonstramos desde a primeira defesa escrita apresentada, e, como consequência, declarou a nulidade todos os atos – reconhecendo que o caráter ilegal e imprestável da atuação de Moro em relação ao ex-presidente".

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Cortes 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email