Kokay: Moro é desonesto e usa cargo para proteger a familícia

Deputada reage à afirmação do ministro de que PF se “enganou” ao abrir inquérito contra Lula com base na Lei de Segurança Nacional

Erika Kokay e Sérgio Moro
Erika Kokay e Sérgio Moro (Foto: Câmara dos Deputados | ABr)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - A deputada Érica Kokay (PT-DF) reagiu à afirmação de Sergio Moro de que teria havido um “engano” na notícia de que ele teria ordenado à Polícia Federal abrir um inquérito contra Lula baseado na Lei de Segurança Nacional. Segundo ele, o pedido de inquérito não se basearia na lei da ditadura -isso apesar de o Ministério da Justiça ter dito que ele havia dado a ordem.

“Moro é um canalha. Pediu abertura de investigação contra Lula com base na Lei de Segurança Nacional e depois que a PF o desmoralizou diz que “confundiu”? Moro é desonesto e segue usando o cargo de ministro da Justiça p/ proteger a familícia”, escreveu a parlamentar de Brasília em seu twitter.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247