‘Lado bom de Temer foi tornar o neoliberalismo próximo do fim no Brasil’

O economista Marcio Pochmann, pesquisador da Unicamp, afirmou que o "aspecto positivo do governo Temer foi tornar o receituário neoliberal ainda mais impopular, próximo do seu fim no Brasil. Em síntese, o neoliberalismo se tornou inviável por suas próprias contradições"

O economista Marcio Pochmann, pesquisador da Unicamp, afirmou que o "aspecto positivo do governo Temer foi tornar o receituário neoliberal ainda mais impopular, próximo do seu fim no Brasil. Em síntese, o neoliberalismo se tornou inviável por suas próprias contradições"
O economista Marcio Pochmann, pesquisador da Unicamp, afirmou que o "aspecto positivo do governo Temer foi tornar o receituário neoliberal ainda mais impopular, próximo do seu fim no Brasil. Em síntese, o neoliberalismo se tornou inviável por suas próprias contradições" (Foto: Leonardo Lucena)

247 - O economista Marcio Pochmann, professor pesquisador do Centro de Estudos Sindicais e de Economia do Trabalho da Unicamp, criticou o governo de Michel Temer.

"Aspecto positivo do governo Temer foi tornar o receituário neoliberal ainda mais impopular, próximo do seu fim no Brasil. Em síntese, o neoliberalismo se tornou inviável por suas próprias contradições", escreveu o estudioso em sua conta no Twitter.

Temer adota o discurso de que o País está saindo da recessão, mas o que se vê são demissões maiores do contratações, como foi em 2017, País com cerca de 13 milhões de desempregados, profundos retrocessos sociais e notas de rebaixamente por parte de agências como Standard & Poor's e Fitch.

O emedebista também foi o primeiro ocupante da presidência da República denunciado por corrupção - foram duas vezes no ano passado, sendo a primeira por corrupção passiva e a segunda por organização criminosa e obstrução judicial. Também corre o risco de sofrer uma terceira denúncia com as investigações sobre suposto favorecimento a empresas do setor portuário com o Decreto dos Portos, editado em 2017, em troca de propina.

Pesquisa Datafolha, divulgada nesta segunda-feira (11) pelo jornal Folha de S. Paulo, apontou que somente 3% dos 2.824 entrevistados consideram o governo Temer ótimo ou bom.

Segundo as estatísticas, 14% consideram o governo Temer regular, e 82%, ruim ou péssimo, 82%. As entrevistas foram realizadas 174 municípios entre os últimos dias 6 e 7 de junho.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247