Lava Jato tinha 22 diálogos de Lula e só usou um deles para manipular a opinião pública e pressionar o STF

Novas revelações escancaram ainda mais a partidarização da Lava Jato: a operação tinha 22 diálogos de Lula, porém usou apenas um deles para interferir na política. Em março de 2016, o então juíz Sérgio Moro divulgou grampos ilegais em que a então presidente Dilma Rousseff tratou com Lula sua eventual posse como ministro da Casa Civil. Moro até pediu desculpas ao STF, mas nem ao ex-presidente, nem a Dilma

www.brasil247.com -


247 - Novas revelações escancaram ainda mais a partidarização da Lava Jato: a operação tinha 22 diálogos de Luiz Inácio Lula da Silva, mas usou apenas um deles para interferir na política. Em 16 de março de 2016, o então juíz Sérgio Moro, atual ministro da Justiça, tornou público um diálogo em que a então presidente Dilma Rousseff tratou com o ex-presidente sua eventual posse como ministro da Casa Civil. Todas as outras conversas mostravam que o ex-presidente estava na dúvida se aceitaria o convite ou não, o que enfraquece a tese usada por Moro de que Lula queria ser blindado da Lava Jato. 

"Além da conversa com a então presidente Dilma Rousseff (PT) sobre o termo de posse de Lula como ministro da Casa Civil, que foi divulgada após ter o sigilo levantado pelo então juiz Sergio Moro, o petista fez outras 21 ligações", destaca reportagem do site Intercept Brasil em parceria com o jornal Folha de S.Paulo, que divulgou todos os outros diálogos. 

Após ter soltado o grampo, que era ilegal porque presidente da República tem prerrogativa de foro por função, Moro pediu desculpas ao Supremo Tribunal Federal, mas não pediu nem a Dilma, nem a Lula. 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

"Diante da controvérsia decorrente do levantamento do sigilo e da r. decisão de V.Ex.ª, compreendo que o entendimento então adotado possa ser considerado incorreto, ou mesmo sendo correto, possa ter trazido polêmicas e constrangimentos desnecessários. Jamais foi a intenção desse julgador, ao proferir a aludida decisão de 16/03, provocar tais efeitos e, por eles, solicito desde logo respeitosas escusas a este Egrégio Supremo Tribunal Federal", escreveu ele em despacho.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Pelo Twitter, o ex-presidente Lula afirmou que o ex-juíz "produziu uma farsa, enganando todo o Brasil, para dar um golpe no país".

Confira o diálogo divulgado por Moro de forma ilegal:

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Dilma: Alô

Lula: Alô

Dilma: Lula, deixa eu te falar uma coisa.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Lula: Fala querida. Ahn.

Dilma: Seguinte, eu tô mandando o "Messias" [Jorge Rodrigo Araújo Messias, subchefe de assuntos jurídicos da Casa Civil] junto com o papel pra gente ter ele, e só usa em caso de necessidade, que é o termo de posse, tá?

Lula: Tá bom. Eu tô aqui. Fico aguardando.

Dilma: Tá

Lula: Tá bom.

Dilma: Tchau

Lula: Tchau, querida.


CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Quero ser membro. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Cortes 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email