Lavajatistas reagem a crítica de Toffoli e atacam Supremo

Procuradores lavajatistas reagiram à crítica do presidente do Supremo Tribunal Federal, Dias Toffoli, e partiram para o ataque: "Combate à corrupção ocorre apesar do STF", afirmam em mais uma demonstração de ativismo político

(Foto: Marcelo Camargo/ABR)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Procuradores da Repúblicaidentificados com o lavajatismo e o ativismo poíticp criticaram severamente o presidente do Supremo Tribuna Federal (STF), Dias Toffoli, nesta segunda-feira (16), após a publicação de entrevista em que o ministro diz, que a Operação Lava Jato "fechou empresas" e que o Ministério Público deveria ser mais transparente". 

Um dos que atacaram Toffoli foi o Integrante da força-tarefa da Lava Jato em Curitiba, o procurador Roberson Pozzobon: "A Lava Jato não 'destruiu' empresa nenhuma. Descobriu graves ilícitos praticados por empresas e as responsabilizou, nos termos da lei. A outra opção seria não investigar ou não responsabilizar. Isso a Lava Jato não fez."

Pozzobon rebateu a crítica de Toffoli à falta de transparência do Ministério Público: "Interessante comentário de quem determinou a instauração de inquérito no STF de ofício, designou relator “ad hoc” (para esta específica função) e impediu por meses o MP de conhecer a apuração", afirmou Pozzobon em publicação no Twitter.

Por seu turno, o procurador Wesley Miranda Alves, diz que Toffoli faz uma "manobra diversionista" em sua avaliação da Lava Jato. "(Ele) direciona as críticas feitas à sua atuação e à de outros ministros do STF à própria magistratura. Não, o STF de hoje não representa a magistratura nacional. O atual e crescente combate à corrupção não se deve ao STF. Ocorre apesar do STF."

As informações são de O Estado de S.Paulo

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247