Leonardo Boff: eleições de 2020 mostraram o quanto o Brasil é machista

"Estas eleições me deixaram abatido pelo quanto de machistas ainda somos", afirmou o teólogo Leonardo Boff. "É uma sociedade conservadora, vítima de uma analfabetismo imposto para as oligarquias prolongarem a dinâmica da Casa Grande", disse

Leonardo Boff
Leonardo Boff (Foto: Valter Campanato/ABr)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O teólogo Leonardo Boff criticou o conservadorismo no País ao comentar as eleições municipais. O estudioso destacou ofensas contra candidaturas femininas. 

"Estas eleições me deixaram abatido pelo quanto de machistas ainda somos, pois às mulheres se negaram votos. É uma sociedade conservadora, vítima de um analfabetismo imposto para as oligarquias prolongarem a dinâmica da Casa Grande internalizada em suas cabeças. Desanimar? NUNCA!", escreveu o estudioso no Twitter.

O Brasil teve apenas uma mulher eleita para comandar uma prefeitura. Trata-se de Cinthia Ribeiro (PSDB), prefeita de Palmas e reeleita ainda no primeiro turno.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247