Líder dos Revoltados Online é agredido, acusado de ser comunista e pago pelo Aécio

Marcello Reis, líder do grupo Revoltados On Line, foi expulso e hostilizado por manifestantes, após pedir que o protesto seja dispersado na sexta-feira (18), por conta do ato pró-governo organizado por movimentos sociais e avisado previamente ao poder público; chamado de "petista e comunista", Marcello teve de sair da Paulista escoltado por policiais militares; também foi acusado de ser pago pelo tucano Aécio Neves: "Quem paga tudo é o Aécio"

Marcello Reis, líder do grupo Revoltados On Line, foi expulso e hostilizado por manifestantes, após pedir que o protesto seja dispersado na sexta-feira (18), por conta do ato pró-governo organizado por movimentos sociais e avisado previamente ao poder público; chamado de "petista e comunista", Marcello teve de sair da Paulista escoltado por policiais militares; também foi acusado de ser pago pelo tucano Aécio Neves: "Quem paga tudo é o Aécio"
Marcello Reis, líder do grupo Revoltados On Line, foi expulso e hostilizado por manifestantes, após pedir que o protesto seja dispersado na sexta-feira (18), por conta do ato pró-governo organizado por movimentos sociais e avisado previamente ao poder público; chamado de "petista e comunista", Marcello teve de sair da Paulista escoltado por policiais militares; também foi acusado de ser pago pelo tucano Aécio Neves: "Quem paga tudo é o Aécio" (Foto: Roberta Namour)

247 - Marcello Reis, líder do grupo Revoltados On Line, foi agredido e expulso por manifestantes, após pedir que o protesto seja dispersado na sexta-feira (18), por conta do ato pró-governo organizado por movimentos sociais e avisado previamente ao poder público/

Chamado de "petista e comunista", Marcello teve de sair da Paulista escoltado por policiais militares. Também foi acusado de ser pago pelo tucano Aécio Neves: "Quem paga tudo é o Aécio".

Assista abaixo:

 
Líder do Revoltados On Line é expulso e chamado de "comunista"...

"Quem paga tudo é o Aécio"O líder do grupo Revoltados On Line, Marcello Reis, foi expulso e hostilizado por manifestantes, após pedir que o protesto seja dispersado na sexta-feira (18), por conta do ato pró-governo organizado por movimentos sociais e avisado previamente ao poder público.Chamado de "petista e comunista", Marcello teve de sair da Paulista escoltado por policiais militares.Vídeo: Reprodução/Democratize

Publicado por Democratize em Quinta, 17 de março de 2016

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247