Lira comanda no Congresso ofensiva contra a Petrobrás em reunião nesta segunda-feira

Entre as propostas do governo e do centrão está a privatização da Petrobrás

www.brasil247.com - Arthur Lira
Arthur Lira (Foto: Paulo Sérgio/Câmara dos Deputados | REUTERS/Sergio Moraes)


247 - A resposta do Centrão ao reajuste no preço dos combustíveis anunciado pela Petrobrás na sexta-feira (17) será ampliada e intensificada nesta segunda-feira (20) numa ofensiva capitaneada pelo presidente da Câmara, Arthur Lira.

Neste domingo, Lira subiu o tom e centrou fogo na diretoria da estatal. Chamou o atual presidente da empresa, José Mauro Coelho, de “ilegítimo”, e ameaçou levantar informações sobre ganhos e despesas dos diretores. Enquanto isso, deputados e senadores articulam a abertura de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para investigar a Petrobrs e projetos para mudar a política de preços da estatal e elevar impostos sobre a produção e exportação de petróleo.

O presidente da Câmara comanda, no início da tarde desta segunda-feira, reunião de líderes dos partidos na Câmara para definir quais projetos serão colocados em votação. A reunião, que ocorre toda terça-feira, foi antecipada após o anúncio do reajuste de 5,18% no litro da gasolina e de 14,26% no do diesel aplicado nas refinarias da Petrobrás. 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Em conversas com interlocutores nos últimos dias, Lira tem citado principalmente duas propostas: aumentar ou até dobrar a Contribuição Social sobre o Lucro Líquido (CSLL) das empresas de óleo e gás (porque não seria possível aumentar apenas a da Petrobrás) ou tributar a exportação sobre petróleo bruto.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Em meio à ofensiva política do governo sobre a Petrobrás, intensifica-se a elaboração de um projeto de lei para a privatização da estatal. 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Quero ser membro. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Cortes 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email