Livro de Rosângela Moro revela parcialidade e golpismo de Sergio Moro já em sua capa

A capa traz diversas anotações como "Lula X Moro", como se um juiz pudesse ser adversário de um réu, e "Tchau, querida", mote usado pelos políticos mais corruptos do Brasil para derrubar a ex-presidente Dilma Rousseff

(Foto: Reprodução da capa)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 – A esposa do ex-juiz Sergio Moro, Rosângela Moro, está lançando um livro que é uma confissão de culpa do casal em relação à parcialidade do ex-juiz e ao golpismo do casal. A capa traz anotações feitas por ela, que representam o sentimento da dupla em relação ao processo conduzido por Moro, que provocou um golpe de estado, em 2016, contra a ex-presidente Dilma Rousseff, a prisão política do ex-presidente Lula, a quebra de praticamente todas as construtoras brasileiras e a ascensão da extrema-direita, na figura de Jair Bolsonaro.

Um dos bilhetes traz a anotação "Lula X Moro", como se um juiz pudesse se colocar como inimigo de um réu – no caso, o ex-presidente Lula, que sempre foi o grande troféu da Lava Jato. Outro traz a anotação "Tchau, querida", mote usado pelos políticos mais corruptos da história do Brasil, como Eduardo Cunha e Geddel Vieira Lima, para promover o golpe contra Dilma Rousseff – reconhecida até por adversários como uma das personalidades políticas mais honestas da história do Brasil.

O livro-confissão provocou revolta entre os internautas. Confira, abaixo, algumas reações:

 

 

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247