Luis Miguel: mídia no Brasil faz “espetáculo da hipocrisia” sobre a Venezuela

"Tudo indica que continuará a estratégia de estrangulamento da economia venezuelana, com as consequências sabidas para seu povo", diz o analista político; "Do lado de cá da fronteira, fica o espetáculo da hipocrisia de nossa mídia e de nossas elites. Pensei até em uma ação de caridade: mandar os pobres brasileiros para a Venezuela. Quem sabe assim os nossos cidadãos de bem passam a se preocupar com eles"

Luis Miguel: mídia no Brasil faz “espetáculo da hipocrisia” sobre a Venezuela
Luis Miguel: mídia no Brasil faz “espetáculo da hipocrisia” sobre a Venezuela

Por Luis Felipe Miguel, em seu Facebook

Nunca estive entre os fãs de Hugo Chávez, que, embora tenha de fato melhorado a vida dos venezuelanos mais pobres, sempre me pareceu muito autoritário e personalista. Maduro reproduz os defeitos de Chávez, mas poucas de suas qualidades.

Mas o que dizer de um "líder" da oposição que pede por uma invasão dos Estados Unidos em seu país?

Coloquei "líder" entre aspas, claro, porque Guaidó, até ontem um cidadão obscuro, é só um fantoche de Trump, alçado a essa posição porque outros nomes, mais reluzentes, ou estavam queimados demais para ocupá-la ou guardavam um resto de dignidade que impedia que a aceitassem.

Não parece haver solução fácil para o conflito. Os Estados Unidos não querem mandar tropas de terra - muitas experiências anteriores, do Vietnã ao Iraque, mostram que é grande a possibilidade de que a invasão se converta em um atoleiro. Gostariam de ficar nos bastidores e jogar Colômbia e Brasil no trabalho sujo, aproveitando o fato de que uma é governada por um direitista radical e o outro, por um reacionário acéfalo. Mas, felizmente, as resistências a esse encaminhamento são fortes.

A convocação de eleições, apresentada às vezes como solução mágica, também não parece ser suficiente. Quando os lados em disputa não têm qualquer confiança mútua, dificilmente eleições funcionam como mecanismo de pacificação. E o que se pode esperar de uma eleição na Venezuela agora, se não uma guerra de manipulação e desinformação, com forte presença de agentes externos? Sem falar que inúmeras eleições ocorreram no período chavista, sem que seus resultados aliviassem a pressão estadunidense. Para o bloco comandado por Washington, o único resultado aceitável é o que o beneficia. Sempre foi assim, não haveria de ser diferente agora.

Tudo indica que continuará a estratégia de estrangulamento da economia venezuelana, com as consequências sabidas para seu povo. Do lado de cá da fronteira, fica o espetáculo da hipocrisia de nossa mídia e de nossas elites. Pensei até em uma ação de caridade: mandar os pobres brasileiros para a Venezuela. Quem sabe assim os nossos cidadãos de bem passam a se preocupar com eles.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247