Lula anuncia que ONU irá investigar seu caso

Em vídeo divulgado nas redes sociais do ex-presidente Lula, o advogado Geoffrey Robertson informa que a Comissão de Direitos Humanos da ONU negou pedido do governo brasileiro para suspender a denúncia de violação dos direitos fundamentais de Lula na sentença do juiz Sérgio Moro no caso do triplex do Guarujá; "A Comissão apresentou na última semana uma decisão na qual rejeitou a tentativa do governo brasileiro de parar a tramitação do caso e disse que julgaria o mérito da causa", afirmou; "Então, o Brasil terá que se defender internacionalmente contra as alegações de ter violado o direito de Lula à presunção de inocência, de lhe ter imposto um julgamento injusto perante um juiz parcial" 

Lula anuncia que ONU irá investigar seu caso
Lula anuncia que ONU irá investigar seu caso
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O perfil oficial do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva nas redes sociais divulgou nesta quarta-feira, 4, vídeo em que o advogado Geoffrey Robertson anuncia que a Organização das Nações Unidas (ONU) irá julgar o mérito da denúncia de violação dos direitos fundamentais de Lula na sentença do juiz Sérgio Moro que o condenou a 9 anos de prisão, no caso do triplex do Guarujá.

"A Comissão [de Direitos Humanos da ONU] apresentou na última semana uma decisão na qual rejeitou a tentativa do governo brasileiro de parar a tramitação do caso e disse que julgaria o mérito da causa", afirmou Robertson. "Então, o Brasil terá que se defender internacionalmente contra as alegações de ter violado o direito de Lula à presunção de inocência, de lhe ter imposto um julgamento injusto perante um juiz parcial", completa o advogado. 

A primeira queixa de Lula foi apresentada ao Comitê em julho de 2016 pelo advogado Geoffrey Robertson e trata da parcialidade de Sérgio Moro na condução do processo.  

Inscreva-se na TV 247 e assista ao depoimento:

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247