Lula destaca papel do PT no combate à corrupção e lembra que Lava Jato destruiu o Brasil

O ex-presidente ainda aproveitou para denunciar a corrupção do governo Jair Bolsonaro e para lembrar que ele foi inocentado nos casos de perseguição jurídica que sofreu

www.brasil247.com -
(Foto: Reprodução)


247 - Em entrevista à CNN nesta segunda-feira, 12, o ex-presidente Lula (PT) destacou o papel dos governos petistas no combate à corrupção, ao ser questionado sobre o tema pelo jornalista William Waack, e denunciou o papel da Lava Jato na destruição do Brasil.

Lula lembrou que os governos do PT criaram “todos os mecanismos para que nada ficasse embaixo do tapete”. “Nós escancaramos as informações com o Portal de Acesso à Informação, Portal da Transparência. Nada ficava sem investigar”, argumentou.

Ele aproveitou para criticar Jair Bolsonaro. “Tem dois jeitos para fingir que não tem corrupção: fazer sigilo de 100 anos para tudo ou jogar a corrupção para baixo do tapete”, afirmou. “Hoje você não vê o presidente explicando por que comprou imóveis com R$ 26 milhões em dinheiro vivo”, destacou.

Lava Jato

O ex-presidente ainda afirmou que a Lava Jato foi perniciosa para o Brasil, dizendo que, ao contrário do que ocorre em outros países, a operação – que hoje se sabe atuou ao lado de organizações dos Estados Unidos, como o FBI – trabalhou para gerar desemprego e destruir a indústria brasileira.

“Quando teve corrupção na Samsung na Coréia ou na Volkswagen na Alemanha, prenderam o dono da empresa, mas a empresa continuou. Aqui no Brasil destruíram as empresas e os empregos. Quem pagou o preço foram os trabalhadores”, argumentou.

“A Lava Jato destruiu o setor de engenharia, de petróleo e gás, que nós precisamos reconstruir”, destacou Lula, reforçando que o “processo de investigação poderia ser mais sério se o juiz [Sergio Moro] não fosse pilantra”.

Inocente

“Estou na situação de ser tratado como culpado por ser inocente. Eu disse que tinha um juiz mentindo, que tinha uma força tarefa induzindo a opinião da sociedade. Provei minha inocência e a culpa deles. Sei que é difícil as pessoas reconhecerem o erro”, disse.

“Eu tive 26 processos, fui absolvido pelo STF, pela ONU. Sou um cidadão livre. Pelo fato de terem passado 5 anos contando mentiras sobre mim, não querem reconhecer isso”, denunciou.

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

O conhecimento liberta. Quero ser membro. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247